terça-feira, 28 de junho de 2016

Cupcake de chocolate na máquina de cupcake


  Já faz um tempo que a minha mãe comprou uma máquina de fazer cupcake da Mondial e desde então eu vivo fazendo "experiências" nela. A máquina é bem prática e os cupcakes saem rapidinho. Hoje eu vou mostrar como fazer cupcake de chocolate nela. Eu usei a massa pronta de chocolate da Yoki para fazer os cupcakes pois os bolinhos ficam bem fofinhos e gostosos. =]

  Vamos aos ingredientes:
Massa pronta de chocolate da Yoki


3 ovos


5 colheres de sopa de margarina ou manteiga (100g)


3/4 de xícara de chá de leite (150ml)


  Modo de preparo:
Junte o conteúdo do pacote com os ovos, o leite e a margarina ou manteiga. 


  Bata todos os ingredientes na batedeira por 1/2 minuto em velocidade baixa e 2 minutos em velocidade média, ou bata à mão por cerca de 6 minutos, até obter uma massa lisa e homogênea.
  Depois que a massa estiver pronta, ligue a máquina de cupcake para aquecer. Quando a luz verde acender você já vai poder usar a máquina (não sei se todas as máquinas são assim mas acredito que sim).


  Para facilitar na hora de colocar a massa na máquina o melhor é usar uma vasilha com bico.
  Depois que a cupcake já estiver aquecida coloque as forminhas na máquina com cuidado. Fique atento ao tamanho das forminhas para não comprar uma forminha maior que a máquina (as que eu uso são forminhas número 2). Com as forminhas já na máquina despeje a massa em cada forminha, feche a tampa da máquina e espera 10 minutos.
  Depois é só abrir a tampa, verificar com o palito para ver se o bolo já está no ponto (a massa não pode sair grudada no palito) e depois tirar os cupcakes com um garfo. 


  Pronto! Agora é só enfeitar do jeito que você preferir. Bem prático, não?! O rendimento é de mais ou menos uns 30 cupcakes. =]


  Fiz um vídeo para ilustrar melhor todo esse procedimento. Para assistir é só apertar o play. ^^


  Beijinhos 

Débora

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Chico Bento em Os Pés

  A Turma da Mônica está presente em minha vida desde que me entendo por gente. E ontem resolvi ler novamente alguns dos gibis da minha coleção. É tão bom rever historinhas que fizeram parte da minha infância! ^^ Aí encontrei uma historinha muito engraçada do Chico Bento sobre uma redação que ele fez. Vejam só:


Os pé da gente!


  Os pé da gente são a parte do corpo qui serve pra andá i fazê a curva! Quem tem dois pé é bípede! Quem tem um é saci e quem tem mais di dois, percisa di médico! 


  Na natureza, inziste vários tipo de pé! I por falá im pé-di-fruta, o mamoero é o único qui tem uma mão no pé! Mais tamém, nem todo pé fica no finar da perna! Os pé-di-galinha, por exempro, fica na cara, bem do lado dos zóio! 


  Di todos os pé qui conheço, tem um, ispeciarmente, qui eu adoro! É o pé-di-moleque! Im compensação, o pior pé qui conheço é o pé-no-ovido... Pedicura num é o pé do padre, mais sim, o trabaio di quem faiz os pé das madame! I finarmente, a mior coisa pro futuro, é fazê um pé-di-meia! Pruque ansim, ocê nunca será um pé-di-chinelo i muito menos um pé-rapado!


  Esta historinha é da revista do Chico Bento, número 430, publicada pela editora globo em 2003.


  É isso. Espero que tenham gostado! ^^
  Beijinhos 


Débora

quinta-feira, 9 de junho de 2016

E o mundo não se acabou

  Parte desta noite de quinta-feira foi dedicada àquela velha faxina no meu quarto. E por que não? Uma limpeza, mesmo que rápida, sempre deixa o ambiente com um clima mais agradável. =]
  Bom... sou dessas que só sabe organizar as coisas ouvindo música. Coloquei meu pen drive no som e músicas "aleatórias" passaram a ser ouvidas pela casa inteira. Uma delas foi a bem animadinha e engraçada música E o mundo não se acabou, acho que é de Assis Valente mas não tenho certeza. Se alguém souber me diga, por favor! ^^
  Enquanto esta música tocava comecei a pensar em quantas vezes já passei por prováveis fins de mundo mas o mundo não se acabou. E também em quantas pessoas já fizeram loucurinhas por causa de algum provável fim de mundo. Foi então que comecei a pensar no que eu faria se o mundo fosse realmente acabar. Nesse meu momento de pensamentos duas partes dessa música chamaram a minha atenção:

"E fui tratando de me despedir
E sem demora fui tratando de aproveitar
Beijei a boca de quem não devia
Peguei na mão de quem não conhecia"

"Chamei um gajo com quem não me dava
E perdoei a sua ingratidão
E festejando o acontecimento
Gastei com ele mais de um quinhentão"

  O interessante dessas duas partes é que em situações extremas (onde não há o que se fazer para contornar) nós acabamos nos tornando mais humanos, mais humildes e percebemos o quanto certas coisas que fazemos na vida (certas maneiras de agir) são bobas e pequenas. Pelo menos é o que eu acho. 

  No mais, é uma música divertida e engraçada que no faz pensar sobre o tal fim do mundo. ^^ 

  Para ouvi-la é só apertar o play.


  Espero que tenham gostado. ^^
  Para terminar esta postagem eu lanço a vocês, leitores, a seguinte pergunta:
  O que vocês fariam se o mundo fosse acabar?

Débora

quarta-feira, 8 de junho de 2016

A dança da cadeira

  As crianças estavam entediadas, não sabiam o que fazer.


  A Sra. Conejo sugeriu a eles uma brincadeira: a dança da cadeira.


  Todos concordaram imediatamente e começaram a preparar o espaço da brincadeira.



  Depois que tudo estava pronto a brincadeira começou. Todas as crianças tinham que andar em volta das cadeiras e quando a Sra. Conejo parasse de tocar elas tinham que se sentar nas cadeiras. Quem não conseguisse saía da brincadeira.



  O primeiro a sair foi Cenourinha.


  Depois foi Flora que saiu.



  Branca estava quase conseguindo mas os gatinhos foram mais rápidos.



  Agora só restavam Thomas e Mimi.


  A disputa estava acirrada. 


  Mimi acabou ganhando a brincadeira. 



  Fiz um stop motion inspirada na postagem de hoje. Para assistir basta apertar o play abaixo.


  É isso. Espero que tenham gostado. ^^
  Beijinhos 

Débora