quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Limões da vida

  Ainda vou falar aqui no blog sobre o lugar onde encontrei este quadro. Achei a frase dele tão divertida que não podia deixar de compartilhar aqui no blog. É sobre o que fazer com os limões que a vida nos oferece. ^^


"Si la vida te regala limones, píde sal & tequila."

  Espero que tenham achado tão divertida quanto eu achei. ^^
  Beijinhos ♥

Débora

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

A Ilha do Tesouro - Robert Louis Stevenson


  A Ilha do Tesouro é um daqueles livros que nos faz viajar. Lembro que comprei ele durante uma viagem mas acabei me rendendo realmente a leitura anos depois. E que leitura! 


  O livro é um relato das aventuras de uma garoto chamado Jim Hawkins. Tudo começou depois que um pirata misterioso apareceu para se hospedar na estalagem onde ele morava com seus pais. Durante a estadia do pirata na estalagem Jim foi a pessoa mais próxima dele. Só que como se tratava de um pirata que bebia muito, ele causava muitas vezes pertubações e constrangimentos. Um dia este pirata recebeu a marca negra e acabou morrendo pouco tempo depois.

- Mas o que é a marca negra, capitão? - perguntei
 - É um aviso, amigo, uma ameaça.


  O problema foi que este pirata havia deixado muitas dívidas e quando sua mãe e Jim tentavam pegar no baú do pirata o dinheiro que ele devia apareceram outros piratas e eles tiveram que fugir da estalagem onde moravam. Antes de partirem Jim acabou pegando sem querer um papel que seria o mapa de um tesouro.


  É a partir daí que ele embarca em um navio para ir em busca deste tesouro. O problema é que alguns tripulantes não eram exatamente as pessoas que eles pensavam ser e muita coisa acontece nesta história toda.

Quinze homens no caixão do morto...
Io-ho-ho, e uma garrafa de rum!


  A Ilha do Tesouro foi escrito pelo escocês Robert Louis Stevenson. O livro é dividido em 6 partes e contém 34 capítulos. Seus capítulos são curtos pois antes de virar livro seus capítulos eram publicados no jornal Young Folks.


  Eu li a edição da editora Martin Claret (que foi impressa em 2002). Nesta edição há várias imagens que nos transportam ao mundo da pirataria. É bem interessante! 


  A Ilha do Tesouro é um livro fascinante, é como embarcar em uma verdadeira aventura. Há momentos emocionantes, angustiantes e personagens de causar arrepios. =)


  Informações sobre o livro
Título: A Ilha do Tesouro
Título original: The Treasure Island
ISBN: 85-7232-480-1
Autor: Robert Louis Stevenson
Tradução: Alex Marins
Editora: Martin Claret


  Boa leitura! ^^
  Beijinhos ♥

Débora

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

30 por semestre - #03

  Hoje é dia de mais uma postagem do projeto fotográfico 30 por semestre. (\o/ aeeew) Só que a postagem de hoje vai ser um pouquinho diferente por dois motivos:

  Em primeiro lugar eu pensei que o tema deste mês fosse medieval mas só agora percebi que este era o tema do mês seguinte e... bom, vou postar fotos com o tema medieval mesmo pois é o que temos. (hahaha)

  Em segundo lugar as fotos não foram tiradas por mim e sim por Filipe. Como ele viajou recentemente para Portugal e visitou vários lugares interessantes por lá (incluindo cidades medievais) achei que seria mais interessante fazer uma postagem com as fotos dele. =]

  Bom, então vamos as fotos! =D

Foto 1: Capela de ossos da cidade de Évora 

Foto 2: Mapa da cidade de Évora

Foto 3: Castelo de Guimarães (berço de Portugal)

Foto 4: Não sei onde é pois Filipe esqueceu de dizer

Foto 5: Os cavaleiros medievais e o nosso fotógrafo em uma batalha (em Óbidos)

  É isso. Espero que tenham gostado! ^^
  No próximo mês as fotos serão com o tema que seria o deste mês (hippie). =]

  Vocês podem ver as outras fotos do projeto clicando em:


  Ah! Estava pensando em pedir para Filipe falar um pouquinho sobre a viagem dele para Portugal aqui no blog? O que vocês acham desta ideia? 

  Beijinhos ♥

Débora

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

O Preço do Amanhã


  Acredito que a maioria das pessoas não vai estranhar se eu disser que o dinheiro movimenta o mundo. E por isso mesmo a expressão "tempo é dinheiro" é usada tantas vezes. Agora imagine só viver em um mundo em que o dinheiro seja o próprio tempo. Essa é a proposta do filme O Preço do Amanhã.

  O Preço do Amanhã é um filme de ficção que se passa em um futuro não muito distante onde a moeda de troca é o próprio tempo. Cada pessoa se desenvolve normalmente até chegar aos 25 anos, a partir desta idade a aparência passa a ser mantida (por mais que os anos passem). Só que é também a partir dessa idade que o tempo começa a ser contado e para continuar vivendo é preciso de tempo.


  A trama do filme começa a se desenrolar quando Will Salas (interpretado por Justin Timberlake) recebe de um desconhecido uma doação muito grande de tempo. Ele passa a ser perseguido pelos guardiões do tempo, acusado de um crime que não cometeu, ao mesmo tempo em que descobre a vida luxuosa de quem tem tempo de sobra.


  É possível notar bem os pontos positivos e negativos tanto da classe rica quanto da classe pobre por causa do romance que surge entre Will e Sylvia (interpretada por Amanda Seyfried), filha de um magnata. 


  Will Salas percebe que para que os ricos tenham tempo de sobra alguém fica sem tempo. Ou seja, para que alguns poucos possam viver, muitos precisam morrer. E o que Will pretende fazer não é nada mais nada menos que quebrar o sistema.


  Para ver o trailer do filme basta apertar o play abaixo:


  O Preço do Amanhã é um filme é emocionante e intrigante. Quando terminei de assistir fiquei imaginando como seria viver sabendo que tenho apenas 5 ou 10 minutos de vida. É aquele tipo de filme que fica na sua cabeça por um bom tempo. 


  Todas as imagens desta postagem foram retiradas do Pinterest.


  Vocês já assistiram este filme? O que acharam?

  É isso! Espero que tenham gostado! ^^  
  Beijinhos ♥

Débora

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

A mala viajante


Imagem do Pinterest.


  Filipe viajou recentemente e escreveu em seu diário de viagem um texto tão engraçadinho que não podia deixar de compartilhá-lo aqui no blog. Então, hoje apresento a vocês: 


A mala viajante

  Chegamos em Lisboa por volta das 6 horas da manhã (fuso de 4 horas de diferença). Pegamos um pequeno ônibus para nos levar ao aeroporto. Dentro do ônibus um senhor deixou sua mala de rodinhas solta, por conta própria, ficando à deriva de acordo com o movimento do veículo. A mala foi até o pé de uma menina próxima, depois deu meia volta e passou rodopiando ao lado do meu irmão. Ela fez mais uma volta como se estivesse dançando e foi parar longe do dono, que por sinal nem notava as peripécias da mala exploradora. Novamente rodopiou na curva do ônibus e foi para próximo de uma cadeira do nosso transporte. Ao avistarmos nosso destino a mala logo tratou de voltar rapidamente, atropelando qualquer um que ficasse na sua frente, parando aos pés do seu dono como se nada tivesse acontecido. O senhor puxou a alça da mala e saiu do transporte sem nem notar que sua mala viajara em um ônibus como um passageiro vivo e curioso. Por sinal, uma mala que viaja por conta própria, foi a primeira vez que presenciei tal fato.

  Espero que tenham gostado do texto de Filipe e se divertido tanto quanto eu quando li. ^^
  Beijinhos ♥

Débora

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Sailor Moon


  Sailor Moon é um dos primeiros desenhos que eu tenho lembrança de ter assistido quando era pequena. As aventuras da princesa da Lua e as outras guerreiras para combater o mal sempre me encantou. Além disso, sempre me identifiquei muito com a Serena (anime) pelos seus atrasos e a sua vontade de dormir. 


  Quando encontrei, por acaso, a nova edição de mangás da Sailor Moon busquei as minhas lembranças de quando assistia o desenho. Não resisti e decidi fazer a coleção dos mangás (embora eu só tenha os três primeiros até agora). 


  Para quem não sabe, Sailor Moon é uma série de mangá que foi escrita e ilustrada pela japonesa Naoko Takeuchi. Em 2014 a editora JBC conseguiu lançar a primeira edição do mangá Sailor Moon aqui no Brasil, depois de 20 anos da publicação do mangá no Japão.


  O mangá é dividido em seis atos. Nesta primeira edição, Usagi (que no anime é Serena) encontra uma gata falante (a Luna) e descobre que é um guerreira, a Sailor Moon. Depois elas encontram as outras guerreiras: a Sailor Mercury, a Sailor Mars e a Sailor Jupiter. Quando todas estão reunidas Luna diz que veio despertá-las e que Sailor Moon será a líder das guerreias. Uma das coisas que mais me encanta é que nessas lutas contra as forças do mal sempre há uma pitada de mistério e romance e esse primeiro mangá termina de uma maneira que a gente já quer ler logo a continuação.


  Eu achei a edição maravilhosa, linda demais! Lembrei muito de alguns episódios do anime. Ah! A leitura é feita de trás para frente, viu?!


  Vocês gostam de Sailor Moon? Já viram o anime ou leram o mangá? ^^
  Beijinhos  
Débora

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Las Cuerdas Brenenses

  A música que vou apresentar no port de hoje é diferente daquilo que estou habituada a ouvir, pois é instrumental. Meu pai encontrou por acaso o grupo Las Cuerdas Brenenses e me mostrou. Eu fiquei encantada assim que ouvi. O som é muito interessante e agradável. Os caras realmente tocam com muita habilidade. Vamos ouvir?! =)


  Ah! Se vocês tiverem notado alguma familiaridade é que o grupo interpreta (logo no início) a música Riders in the sky (que eu conheci, e talvez vocês também, por causa do filme The Blues Brothers).

  O que acharam do grupo? Admirável, não é?! Vocês costumam ouvir músicas instrumentais?

  É isso. Espero que tenham gostado. ^^
  Beijinhos ♥

Débora